Paz de Espírito



Jesus Cristo, mesmo sabendo que iria passar por grandes sofrimentos, consolou seus discípulos dizendo: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou, não vo-la dou como um mundo a dá”.



A paz que Jesus nos deixou não é paz comum, não é a paz dos homens, mas sim a verdadeira paz de espírito, que pode ser alcançada através de um intenso e profundo trabalho de lapidação espiritual; através de grandes transformações morais e espirituais; através do estudo, da compreensão e da prática dos ensinamentos redentores e das leis eternas; pelo exercício diário de transformar debilidades em virtudes e comodismo em realizações.

Sozinho, entretanto, não se alcança a Paz de espírito. É necessário o auxilio de uma escola iniciática, como a A. C. E, onde são ministrados todos os conhecimentos necessários a que oferece a convivência em uma verdadeira fraternidade, onde todos se ajudam mutuamente, com a mesma finalidade.

A paz de espírito é o fruto de importantes transformações no mundo interno e o fruto de importantes transformações no mundo interno e o fruto da paz de espírito é o amor universal, esse amor intenso, nos desequilibra ou desarmoniza, porque já adquirimos o autocontrole, a autoconfiança e a inalterabilidade que o mestre Jesus nos ensina: “Não se turbe o vosso coração nem se atemorize”. Mesmo diante de fortes experiências ou sofrimentos, não devemos perder a paz de espírito. Precisamos ter consciência de que a paz mundial só terá possível, quando os homens tiverem paz interior, a verdadeira paz de Cristo.

Quem realiza um processo de evolução ativa e consciente e já alcançou a paz de espírito não se altera, não se transtorna, não se turba o seu coração e, nem tampouco sente medo, temor ou receio diante de tão graves acontecimentos vividos nos dias de hoje, tais como: intolerância, injustiça, preconceitos, insegurança, impunidade, violência... Mesmo vivendo nesse mundo conturbado, com tantas aflições, os verólogos mantém a serenidade, o equilíbrio e a paz de espírito, não de forma alienada mas de forma consciente, sabendo usar todos os recursos espirituais que a Verologia oferece, contribuindo para o bem de todos com sua vibração superior de amor universal.

A paz universal é a consequência da paz de espírito a cada ser humano. Ela é possível a todos nós, porque é uma conquista individual e permanente, que proporciona  uma felicidade indestrutível.

A Verologia pode ajudá-lo a alcançar a verdadeira paz de espírito.





Extraído de:

Jornal Verologia

Edição XXX Nº 383 e 384
Artigo referente a Novembro e Dezembro 2004

 

 

 

 

Perfil Verológico

Um Edifício Psicológico

Ler mais...

Tome Posse do que é Seu

Ler mais...

Solução de Emergência

Ler mais...

Esperança no Amanhã

Ler mais...

Oportunidade Única

Ler mais...

Pare para Pensar

Criança, Futuro Brilhante.

Ler mais...

Como Enfrentar os Problemas

Ler mais...

Saber Viver Bem

Ler mais...

Bom Senso

Ler mais...

Dia Feliz

Ler mais...

Gotas de Sabedoria

Coragem Sensata e Medo

Ler mais...

Misericórdia

Ler mais...

Podemos ou Não Ver a Deus?

Ler mais...

Benefícios e Malefícios da Imaginação

Ler mais...

Resignação Consciente

Ler mais...

Raios de Luz

Mãe: Amor Incondicional

Ler mais...

Tristeza: Ferrugem da Alma

Ler mais...

Paz de Espírito

Ler mais...

A Essência do Natal

Ler mais...

A Paz é Possível

Ler mais...

Livros

Criado por Agência Núcleo